Desafios e visibilidade da Comissão Nacional de Eleições em destaque em estudo recente

Reforço da visibilidade pública e resposta à evolução digital são os principais desafios da CNE

O Centro de Estudos de Gestão (CEGE) do ISEG identificou que uma maior visibilidade pública e o reforço na resposta à evolução digital são os principais desafios da Comissão Nacional de Eleições (CNE), de acordo com um estudo recente.

Percepção positiva da CNE, mas necessidade de reforçar notoriedade e imagem

O estudo destaca que existe uma perceção maioritariamente positiva da CNE, porém alerta para a necessidade de reforçar a notoriedade e imagem da Comissão, bem como aumentar o conhecimento público acerca das suas atribuições e responsabilidades.

68% dos inquiridos conhecem bem ou muito bem a atividade da CNE

Segundo o estudo, 68% dos inquiridos admitem conhecer bem ou muito bem a atividade desenvolvida pela CNE. Além disso, 72% dos inquiridos concordam que a CNE transmite confiança à sociedade, e metade dos inquiridos afirmaram ter conhecimento público das competências da CNE.

Necessidade de reforço das competências digitais da CNE

O estudo menciona a necessidade de reforçar as competências digitais da CNE, preparando-a para um cenário em que haja voto eletrónico, presencial ou à distância. É enfatizado que a CNE deve garantir a fiabilidade do voto e evitar a exclusão de cidadãos eleitores devido ao seu menor domínio das tecnologias.

MAIS:  Eurogrupo discute novas regras orçamentais em reunião

Digitalização dos cadernos eleitorais e comunicação com cidadãos e eleitores

A CNE deverá apostar na digitalização dos cadernos eleitorais e utilizar as tecnologias para comunicar com cidadãos e eleitores, de acordo com a nota da CNE.

Minimizar a disseminação de fake news e reforçar a articulação com a ERC

O estudo salienta o contributo que a CNE deve ter na minimização da disseminação de fake news, através de mecanismos de esclarecimento público. Além disso, é destacada a importância do reforço e sistematização das regras referentes à propaganda eleitoral e da articulação com a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC).

Desafios relacionados com a organização eleitoral

O estudo destaca alguns desafios relacionados com a organização eleitoral, como a consolidação do voto antecipado, voto em mobilidade e voto não presencial.

Redução da abstenção eleitoral

A redução da abstenção eleitoral é apontada como um dos desafios da CNE. O estudo menciona a necessidade de dar o contributo atendendo às realidades como o envelhecimento da população e os desafios associados à digitalização.

Estudo realizado com questionário e entrevistas

O estudo foi realizado com base em um questionário que abrangeu 1965 participantes que estiveram presentes em mesas de voto, e entrevistas com cidadãos reconhecidos pelas suas intervenções políticas, cívicas e académicas.

MAIS:  Bolsa de Nova Iorque abre com sentimento positivo e aumento das probabilidades de corte antecipado das taxas de juro da Fed