Importância do envolvimento dos consumidores na transição energética em Portugal

TRANSIÇÃO ENERGÉTICA E MUDANÇA DE COMPORTAMENTOS DOS CONSUMIDORES

A transição energética está cada vez mais dependente da mudança de comportamentos por parte dos consumidores. De acordo com o estudo global EY Energy Transition Consumer Insights (21 países, mais de cem mil consumidores), 70% dos benefícios da transição energética estão relacionados com a forma como a energia é consumida, mas apenas 30% dos consumidores estão verdadeiramente envolvidos nesta mudança, com disponibilidade para dedicarem mais tempo e dinheiro para mudarem seus hábitos de consumo.

CONFIANÇA E INVESTIMENTO EM SUSTENTABILIDADE

O estudo revela que, apesar do crescente interesse em adotar comportamentos mais sustentáveis, a confiança dos consumidores está em declínio. A confiança desempenha um papel crucial, sendo um indicador do sentimento do consumidor que permite antecipar comportamentos, consumidores confiantes tendem a estar mais seguros e a investir mais.

URGÊNCIA NO ENVOLVIMENTO DOS CONSUMIDORES NA TRANSIÇÃO

Nos últimos anos, tem-se verificado uma forte aceleração do investimento em novas tecnologias de energia renovável e infraestruturas (lado da oferta), no entanto é urgente investir mais no envolvimento dos consumidores, o lado da procura, para que a transição seja bem sucedida.

MAIS:  IGCP troca 641 milhões de euros em Obrigações do Tesouro

ÍNFORMAÇÕES IMPORTANTES DO ESTUDO EM PORTUGAL

1- Os resultados revelam uma significativa “apatia energética” dado que cerca de três quartos dos consumidores afirmam terem feito o máximo possível para serem mais sustentáveis, com 42% do total a não saberem que ações e investimentos devem fazer.
2- Para a maioria dos entrevistados, o preço é a principal razão por trás da resistência em fazer mais, 88% dos inquiridos consideram a energia uma despesa orçamentada do agregado familiar.
3- Os consumidores continuam interessados em novos produtos e serviços energéticos, mas dois terços dizem que não conseguem investir nestas soluções nos próximos três anos.

DESTAQUES DO ESTUDO

As gerações Z e Millennials revelam maior interesse em alternativas sustentáveis e demonstram procurar fornededores de energia que combinem ofertas de energia low-cost com novos produtos sustentáveis. Também se destaca que está a emergir uma transição energética a dois níveis em Portugal.

CONCLUSÃO

Os consumidores estão a enfrentar desafios significativos na transição energética, ao mesmo tempo que procuram equilibrar suas prioridades económicas, ambientais e com preocupações relacionadas com equidade no acesso a novas soluções. Se queremos alcançar os objetivos de descarbonização e transição para uma energia mais limpa, é essencial compreender e abordar as preocupações e necessidades dos consumidores. Afinal, são eles que têm o poder de moldar o futuro energético global.

MAIS:  Restalia cresce 31% no volume de vendas em Portugal em 2023