Canais de televisão abertos e motores de busca lideraram ranking de indispensabilidade para os portugueses

Segundo a mais recente versão do estudo “Meaningful Media”, realizado pela Havas Media Network, as redes sociais marcam o seu lugar no pódio das fontes de atualização, mas a media tradicional permanece a mais credível para o público português.

Apesar de o padrão de consumo se manter face a 2022, com os motores de busca, redes sociais e canais de televisão abertos a liderar o top de consumo semanal, a relevância dos meios varia consoante as faixas etárias. Até aos 34 anos as redes sociais e os motores de busca lideram, mas a partir dos 45 anos os canais de televisão abertos são a escolha predileta.

Também o pódio da credibilidade continua a pertencer aos meios tradicionais, com o reforço dos canais de televisão generalista na liderança, porém, no caso das duas franjas mais jovens (15/34 anos), as Redes Sociais integram este TOP 5.

Já no que se refere às principais fontes de novas descobertas, esta é uma das perceções mais consensuais entre as faixas etárias, com os motores de busca a manterem-se como fonte principal, seguido das redes sociais, com ambos a demonstrarem um aumento significativo face ao período homólogo.

MAIS:  A revolução da fast fashion no transporte aéreo

Ademais, no que se refere à publicidade, os canais de televisão abertos, as redes sociais e a rádio integram o top 3 de atenção, enquanto o Youtube continua a liderar na perceção de incómodo.

Nota: estudo realizado mediante 600 entrevistas a indivíduos residentes em Portugal Continental, com idades compreendidas entre os 15 e os 64 anos, em outubro de 2023.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.