Propriedades junto a estâncias de ski são tendência no mercado imobiliário de luxo

As propriedades de luxo localizadas junto a estâncias de ski são muito procuradas como residências para o ano inteiro e como propriedades de investimento, tendência que deverá manter-se no mercado imobiliário de luxo internacional.

Esta é uma conclusão apontada pela Engel & Völkers, que identifica as Rocky Mountains da América do Norte e os Alpes da Europa como as localizações mais procuradas pelos investidores, seja para propriedades como chalets ou apartamentos.

“Para além da localização, as comodidades de luxo são o fator que os compradores mais valorizam aquando da escolha de uma propriedade. Adegas de vinho, spas, ginásios, home cinema e sistemas de domótica são normalmente uma obrigação”, diz Florian Hofer, Diretor Geral da Engel & Völkers Kitzbühel.

Os preços mais elevados do mundo para imóveis de luxo em estâncias de ski encontram-se em Aspen, no estado norte-americano do Colorado, onde as melhores propriedades chegam a custar cerca de 116.000 euros por metro quadrado, e em Moritz, na Suíça, onde os preços por metro quadrado atingem os 106.000 euros.

MAIS:  Presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia condenado por peculato de uso

“Os imóveis prontos a habitar são particularmente procurados”, acrescenta Summer Berg, Licence Partner da Engel & Völkers Aspen. Além disso, “os compradores são indivíduos com um património muito elevado, vindos de todo o mundo. Em muitos casos, utilizam as suas propriedades premium durante todo o ano, incluindo durante a época baixa”, acrescenta Barbara Jost, Licence Partner da Engel & Völkers. St. Max Thornhill.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.