Daniel Monteiro pede a inclusão da Confederação do Desporto nas negociações do contrato de concessão da RTP

Candidato às eleições da Confederação do Desporto de Portugal critica falta de investimento no desporto

Na apresentação pública da sua candidatura às eleições da Confederação do Desporto de Portugal, Daniel Monteiro critica a falta de investimento no desporto por parte do Estado. Ele destaca que o desporto é ignorado pelo Orçamento do Estado e fica refém do investimento das famílias em jogos sociais.

Pedido de envolvimento da Confederação do Desporto de Portugal na negociação do contrato de concessão da RTP

Daniel Monteiro, candidato à sucessão de Carlos Paula Cardoso à frente da Confederação do Desporto de Portugal, defende que a Confederação seja envolvida na negociação do contrato de concessão da RTP. Ele acredita que o desporto deve ter um espaço próprio na grelha da televisão pública e que as modalidades devem chegar às televisões de todo o país.

Projeto para fortalecer a Confederação do Desporto de Portugal

Daniel Monteiro pretende implementar um projeto que fortaleça a preponderância, relevância e peso institucional e político da Confederação do Desporto de Portugal. Ele destaca a importância de ocupar o vazio político em que se encontra o desporto português, promovendo mudanças significativas.

MAIS:  Portugal mostra ambições além-fronteiras com invenções e pedidos de patente

Unanimidade dos candidatos sobre a situação institucional da Confederação

O candidato Daniel Monteiro destaca a unanimidade dos candidatos na avaliação institucional da Confederação do Desporto de Portugal. Ele ressalta que a instituição está em um marasmo institucional e que seus adversários também concordam com essa avaliação.

Propostas para promover o desporto em Portugal

Daniel Monteiro defende a construção de um Atlas do Desporto Nacional, a criação de uma Academia do Desporto para formação e pesquisa científica na área e a modernização da gestão do desporto nacional através do Balcão das Federações. Essas propostas visam promover o acesso do público ao desporto, aprimorar a formação e pesquisa na área e facilitar a gestão das federações desportivas.

Candidatos à sucessão de Carlos Paula Cardoso

Além de Daniel Monteiro, também são candidatos à sucessão de Carlos Paula Cardoso na Confederação do Desporto de Portugal João Paulo da Rocha, antigo presidente da Federação de Ginástica de Portugal, e Ricardo José, ex-presidente da Federação Portuguesa de Atividades Subaquáticas.

Carlos Paula Cardoso ocupa a presidência da CDP há 21 anos

Carlos Paula Cardoso, atual presidente da Confederação do Desporto de Portugal, ocupa o cargo há 21 anos. Ele assumiu a presidência em 2002, sucedendo a José Manuel Constantino, que se tornou presidente do Comité Olímpico de Portugal.

MAIS:  Plano de Cooperação do Banco de Portugal para 2024: Parcerias com países emergentes e foco na inovação

A Confederação do Desporto de Portugal é uma organização não governamental desportiva

A Confederação do Desporto de Portugal é uma organização não governamental desportiva que visa promover e desenvolver o desporto em Portugal.

Novas propostas para fortalecer o desporto em Portugal

Na apresentação da candidatura às eleições da Confederação do Desporto de Portugal, Daniel Monteiro destaca a falta de investimento no desporto por parte do Estado. Ele defende a envolvimento da Confederação na negociação do contrato de concessão da RTP, para que o desporto tenha um espaço próprio na televisão pública. Além disso, o candidato pretende implementar um projeto que fortaleça a instituição e promova mudanças no desporto português. Outras propostas incluem a construção de um Atlas do Desporto Nacional, a criação de uma Academia do Desporto e a modernização da gestão do desporto nacional. As eleições para a sucessão de Carlos Paula Cardoso na Confederação do Desporto de Portugal ocorrerão em 13 de novembro.