Crescimento de 37% nas reclamações de burlas online em Portugal

O Portal da Queixa recebeu 25 mil reclamações relacionadas com burlas online em 2023

O Portal da Queixa, um portal de reclamações em Portugal, registrou um aumento de 37% no número de reclamações relacionadas com burlas online este ano, em comparação com o período homólogo de 2022. De acordo com o Portal da Queixa, foram recebidas 24.696 reclamações entre 1º janeiro e 15 de dezembro de 2023, um número superior às 10.058 queixas do mesmo período do ano anterior.

Valor total estimado de prejuízos já ultrapassa os cinco milhões de euros

Segundo o Portal da Queixa, os prejuízos estimados das burlas online já ultrapassaram os cinco milhões de euros em 2023. O valor médio de prejuízo por reclamação é de 364 euros.

Não execução dos pedidos de reembolso é o principal motivo de queixa

O principal motivo de queixa apresentado pelos utilizadores é a não execução dos pedidos de reembolso, o que representa 57,8% das reclamações. Outro motivo comum é a falta de resposta por parte das marcas, que corresponde a 7% das queixas.

MAIS:  As avaliações da TAP podem chegar a um bilhão de euros ou menos, alerta Luís Marques Mendes

Promover a literacia digital entre os consumidores

Pedro Lourenço, fundador do Portal da Queixa, expressou preocupação com o aumento de casos de burlas online e defendeu a promoção da literacia digital entre os consumidores portugueses. Segundo ele, a falta de conhecimentos digitais na sociedade portuguesa é equivalente ao problema do analfabetismo há 40 anos, e não afeta apenas os mais velhos. De acordo com a OCDE, um em cada três alunos portugueses de 13 anos não possui competências digitais básicas.