OE2024 é amplamente insuficiente na mobilidade ativa, diz MUBi.

A proposta de Lei referente ao Orçamento do Estado para 2024 atribui um investimento de um milhão de euros na mobilidade

A proposta de Lei para o Orçamento do Estado de 2024 inclui um investimento de um milhão de euros destinado à mobilidade. Esta medida é a única prevista no documento.

14% da população utiliza bicicletas e trotinetes nas cidades do Porto e Lisboa

Cerca de 14% da população nas áreas urbanas de Porto e Lisboa utiliza bicicletas e trotinetes como meio de transporte.

MUBi considera o investimento “largamente insuficiente”

A Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta (MUBi) considera que o investimento proposto é “largamente insuficiente” para atender às estratégias de mobilidade em vigor. A MUBi divulgou um comunicado expressando sua decepção com a falta de medidas abrangentes no documento.

Estratégias nacionais para a mobilidade ativa

O documento faz referência à Estratégia Nacional para a Mobilidade Ativa Ciclável (ENMAC) 2020-2030 e à Estratégia Nacional para a Mobilidade Ativa Pedonal (ENMAP) 2030. Ambas as estratégias são importantes para o desenvolvimento da mobilidade sustentável.

MAIS:  Rápidas respostas. Qual foi o motivo que levou à demissão de Paddy Cosgrave?

O governo está distante da realidade das decisões tomadas

António Costa, o primeiro-ministro de Portugal, já abordou a importância de adaptar as cidades à vida sem automóveis. No entanto, a proposta de Lei apresentada revela um “enorme fosso entre a narrativa do Governo nesta matéria e a realidade das decisões que toma”.