JP Morgan Chase multado em 40 mil milhões de dólares por negligências jurídicas ao longo de duas décadas

O maior banco dos EUA, JP Morgan Chase, multado em 40 mil milhões de dólares por negligências jurídicas ao longo de duas décadas

A Finbold, plataforma britânica de publicações financeiras, fez uma análise ao histórico das multas aplicadas pelos supervisores ao JP Morgan Chase e concluiu que o maior bancos norte-americano foi multado em cerca de 40 mil milhões de dólares por negligências jurídicas durante duas décadas.

Reveses financeiros e de reputação devido a negligências legais

Numa análise, assinada por Justinas Baltrusaitis, é dito que o gigante do sector bancário sofreu reveses financeiros e de reputação devido a uma série de negligências legais, decorrentes do incumprimento de requisitos regulamentares por parte do banco. Esta situação resultou em coimas substanciais que chamaram a atenção para os desafios mais vastos do sector bancário no combate a infracções.

Multas relacionadas com violações e abusos

De acordo com dados compilados pela Finbold, de 2000 a 2024, o JPMorgan incorreu em multas no total de 39,34 mil milhões de dólares por várias violações. A maior multa, no valor de 13,46 mil milhões de dólares, estava relacionada com abusos com títulos tóxicos. O não cumprimento das políticas de proteção dos investidores resultou numa coima de 6,25 mil milhões de dólares, seguida de 5,36 mil milhões de dólares por abusos no crédito hipotecário. Além disso, as infracções de regras bancárias deram origem a coimas no valor total de 4,26 mil milhões de dólares durante o mesmo período.

MAIS:  Manifestação em Lisboa apela ao fim do massacre do povo palestiniano

Infracções financeiras e falha na proteção dos consumidores

A repartição das categorias de infracções revela que as infracções financeiras representaram o montante mais elevado, totalizando 26,66 mil milhões de dólares em 117 registos, seguidas da falha na proteção dos consumidores, com 8,62 mil milhões de dólares em 63 registos.

Diversas categorias de infracções

A Finbold cita dados documentados em 28 registos, para concluir que as infracções relacionadas com a Concorrência ascenderam a 2,48 mil milhões de dólares, enquanto as infracções relacionadas com a contratação pública ascenderam a 0,61 mil milhões de dólares num único registo. Já as infracções relacionadas com a lei laboral ocupam o quinto lugar, totalizando 0,52 mil milhões de dólares em 50 registos.

Multas substanciais ameaçam a reputação e posição financeira

Ao longo dos anos, o gigante bancário norte-americano JPMorgan Chase tem estado no centro de importantes infracções regulamentares que afetam elementos-chave das suas operações, ameaçando, em contrapartida, a reputação e a posição financeira da instituição. Neste contexto, a situação levou a que o banco incorresse em multas substanciais por parte de vários reguladores.

MAIS:  O sindicato apresenta uma denúncia criminal contra o Ministro da Administração Interna e o Primeiro-Ministro por "alegações difamatórias"