Desemprego registado aumenta em Portugal durante o mês de outubro

O desemprego registado aumentou em todos os grandes setores e em quase todas as atividades econômicas durante o mês de outubro, de acordo com o Randstad Research.

Na análise, a Randstad cita dados do IEFP, que mostram que “nos Centros de Emprego nacionais foram inscritos 3.243 desempregados registados (+1,1%)”. “Em relação a outubro do ano anterior, o aumento do desemprego registado foi de 14.231 pessoas (+4,9%), sendo o total de desemprego registado em Portugal de 303.356 pessoas”.

O setor da agricultura é o setor com maior crescimento do desemprego registado, com mais 1.069 pessoas nesta situação (+9,5%), seguido pelo setor de serviços com mais 1.010 desempregados registados do que no mês anterior (+0,5%) e, por último, o setor de indústria, energia, água e construção com mais 353 desempregados registados (+0,7%), ressaltou a empresa.

Dentro desses grandes setores, “quase todas as atividades econômicas apresentaram aumentos do desemprego registado em relação a setembro”.

“As atividades que tiveram reduções no desemprego registado o fizeram de forma muito leve, como a indústria de vestuário (com uma redução de -134 desempregados registados), a construção (menos 99 desempregados registados) ou as atividades de informação e comunicação (menos 103 desempregados registados)”, destacou a Randstad.

MAIS:  A proposta da IL para compensar os cidadãos com a devolução do dinheiro da privatização da TAP foi rejeitada

Segundo a empresa, “apenas uma atividade econômica registrou uma queda considerável do desemprego registado: a administração pública, educação e saúde. Esta atividade tem 2.319 desempregados registados a menos do que no mês anterior (setembro), o que implica uma queda mensal de -10,2%”.