Líder do Chega critica presidente da Assembleia da República por interferência na justiça

Líder do Chega critica presidente da Assembleia da República

O líder do partido Chega, André Ventura, fez críticas ao presidente da Assembleia da República de Portugal, Augusto Santos Silva. Ventura acusa Santos Silva de tentar condicionar a justiça ao fazer declarações sobre o processo Influencer, enquanto outros processos estão pendentes há anos. O líder do Chega considera estas declarações uma tentativa baixa e ignóbil e afirma que Santos Silva está a agir por motivos eleitoreiros, visando não fragilizar o Partido Socialista nas eleições. Ventura argumenta que Santos Silva deveria demitir-se se quiser preservar a dignidade da instituição e denuncia influência partidária nas ações do presidente da Assembleia da República.

O líder do Chega também destaca a importância de saber a opinião do candidato à liderança do Partido Socialista sobre a interferência de um presidente da Assembleia da República num processo judicial. Ventura conclui que as ações de Santos Silva estão a descredibilizar a Assembleia da República e a pôr em evidência o pior do Partido Socialista no que diz respeito ao condicionamento da justiça.

MAIS:  Cabo Verde recebe aprovação do FMI para desembolso de milhões de dólares