A bolsa de Lisboa tem ganhos significativos no setor de energia e títulos da EDP Renováveis disparam

A BOLSA DE LISBOA REGISTRA GANHOS SIGNIFICATIVOS

A bolsa de Lisboa teve um aumento de 0,63% na sessão desta terça-feira, chegando a 6.340,49 pontos. O setor de energia se destacou, impulsionando o PSI para negociações em terreno positivo. No exterior, as sensações são semelhantes, beneficiando da desaceleração da inflação nos EUA, que superou as expectativas.

DESTAQUE PARA O SETOR DE ENERGIA E TÍTULOS DA EDP RENOVÁVEIS

Os títulos da EDP Renováveis subiram 4,43%, chegando a 16,16 euros, seguidos pelos da EDP, que avançaram 2,71% e alcançaram 4,275 euros. A Greenvolt teve um aumento de 2,44%, chegando a 6,725 euros, enquanto a REN avançou 0,82% para 2,45 euros. No sentido contrário, a NOS diminuiu 1,03%, atingindo 3,45 euros, e o BCP recuou 0,70%, com os títulos em 0,2856 euros.

ÍNDICES EUROPEUS E PREÇO DO PETRÓLEO

Entre os índices europeus, a Alemanha teve um aumento de 1,77%, a Espanha avançou 1,64%, enquanto o Euro Stoxx 50 subiu 1,43%, seguido pela Itália, que ganhou 1,42%. A menor alta foi registrada no índice do Reino Unido, com 0,17%. O preço do barril de petróleo registrou um aumento de 1,38%, ficando próximo dos 80 dólares.

MAIS:  A parceria com R. Power garante preços estáveis de energia renovável por uma década

OTIMISMO NAS BOLSAS EUROPEIAS

De acordo com a análise do departamento de mercados acionistas do Millenium Investment Banking, a sessão foi marcada por grande otimismo nas bolsas europeias, num sentimento compartilhado pelas bolsas de Wall Street. A queda da inflação nos EUA em outubro levou a uma redução imediata das taxas de juros da dívida soberana nos dois lados do Atlântico, deixando os investidores entusiasmados. Isso pode indicar o fim do ciclo de aumento das taxas de juros pelo banco central norte-americano.

SETOR IMOBILIÁRIO É O GRANDE VENCEDOR DO DIA

No contexto atual, o setor imobiliário foi o grande vencedor do dia, com um aumento de 7%. Os setores mais cíclicos, como o tecnológico e o de recursos naturais, também registraram ganhos significativos.

DESTAQUE PARA AS NOTÍCIAS SOBRE A UE E A CHINA

A confirmação de que a economia da zona do euro contraiu 0,1% no terceiro trimestre deste ano, em linha com o valor preliminar, foi deixada em segundo plano. Ela foi ofuscada pelas notícias de que a União Europeia está discutindo a possibilidade de prolongar temporariamente uma trégua com os EUA em relação ao comércio de aço e alumínio, além de a China estar planejando novos estímulos no mercado imobiliário.

MAIS:  Banco Montepio e Junior Achievement Portugal realizam JAP Social Innovation Camp