Chega defende eleições antecipadas em Portugal

Presidente do Chega pede eleições antecipadas em Portugal

O presidente do Chega, André Ventura, defende que devem ser convocadas eleições antecipadas em Portugal, uma vez que, segundo o partido, não existe um substituto adequado para o primeiro-ministro António Costa, que se demitiu recentemente.
Ventura afirmou no Parlamento que os portugueses devem ser chamados novamente às urnas. O Chega acredita que não é possível substituir Costa por qualquer outro membro do atual Governo.
Segundo o líder do Chega, a única saída que restava era a demissão do primeiro-ministro, o que saudaram e pedem ao presidente da República que inicie os procedimentos necessários para a realização de eleições antecipadas.
Ventura relembrou ainda que na posse de Costa, o presidente Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que a maioria absoluta não era do PS, mas sim de Costa, e que a sua saída resultaria na devolução da palavra ao país e aos eleitores.
Para o Chega, é agora mais urgente do que nunca que Marcelo inicie os procedimentos para convocar novas eleições.
Costa apresentou a sua demissão pouco depois do Supremo Tribunal de Justiça ter anunciado que irá analisar as referências feitas ao seu nome em escutas realizadas numa investigação de 2019.
O Ministério Público realizou buscas relacionadas com um processo envolvendo nomes como João Galamba, João Matos Fernandes e Diogo Lacerda Machado. A investigação está relacionada com negócios de hidrogénio e lítio em Portugal.

MAIS:  Queda de 0,85% na bolsa de Lisboa com destaque para a Galp

Presidente do Chega pede eleições antecipadas em Portugal

André Ventura, presidente do Chega, defende a convocação de eleições antecipadas em Portugal, alegando que não há substituto adequado para António Costa no atual governo. Ventura fez o pedido no Parlamento, destacando que é hora de chamar os portugueses novamente às urnas. O líder do Chega afirma que não é possível substituir Costa por qualquer outro membro do governo, seja Fernando Medina, José Luís Carneiro ou Ana Catarina Mendes. Ventura saudou a decisão de Costa de se demitir e apelou ao presidente da República para iniciar os procedimentos para eleições antecipadas.