CDS-PP defende dissolução da Assembleia da República e eleições antecipadas

CDS-PP DEFENDE DISSOLUÇÃO DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA E ELEIÇÕES ANTECIPADAS

O CDS-PP considera que, perante a demissão do Primeiro-Ministro, a decisão do Presidente da República “só poderá passar pela dissolução da Assembleia da República e a convocação de eleições antecipadas”. Em comunicado às redações, o partido relembra que o Presidente da República afirmou durante a crise política de janeiro que “se mudar o Primeiro-Ministro há dissolução do Parlamento”. O CDS-PP opina que, uma vez que o Primeiro-Ministro apresentou a sua demissão, a convocação de eleições antecipadas é a consequência lógica. O partido destaca que a investigação atual envolve vários membros do Governo e que a credibilidade do regime democrático está em causa.

É importante recordar que, no final do ano passado, o CDS-PP pediu a dissolução do Governo devido a vários casos, demissões e substituições. O partido afirma que o PS e o governo merecem uma derrota contundente nas eleições. O CDS-PP deixa claro que está confiante para novas eleições, sublinhando que é a “direita que somará para outra solução de governo em Portugal”.

 

MAIS:  Grupo Greenvolt instala painéis solares fotovoltaicos na Bondalti em Estarreja