Atrasos na recolha da banana na Madeira geram críticas e exigências de demissão da direção da GESBA

Líder do Juntos pelo Povo defende demissão da direção da GESBA

O líder do Juntos pelo Povo (JPP), Élvio Sousa, defendeu a demissão da direção da Empresa de Gestão do Sector da Banana (GESBA), assim como dos técnicos de contas e de contabilidade, devido aos atrasos na recolha da banana. Segundo informações dos bananicultores, a GESBA está a informar que irá pagar apenas a banana que estiver em condições de ser comercializada, o que contradiz o que foi dito antes das eleições. Élvio Sousa exige consequências políticas diretas e a rápida demissão da direção da empresa.

Presidente da ABAMA denuncia atrasos na recolha de banana

O presidente da Associação de Organizações de Produtores de Banana da Madeira (ABAMA), Antonino de Abreu, denunciou atrasos de pelo menos cinco semanas na recolha de banana na Região Autónoma da Madeira por parte da GESBA, detida pelo Governo Regional da Madeira. Esses atrasos estariam colocando em risco mais de cem produtores e resultando em prejuízos significativos.

MAIS:  Desemprego registado aumenta em Portugal durante o mês de outubro

Miguel Albuquerque criticado por Élvio Sousa

Élvio Sousa critica o presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, por promover bitcoins falidos e gastar dinheiro dos agricultores em viagens e estudos milionários, em vez de assumir rapidamente os prejuízos causados pelos atrasos na recolha da banana. Sousa destaca que o elevado custo de vida e o aumento dos preços dos adubos, fertilizantes e combustíveis estão a agravar a situação de pobreza no setor.

Produtor de banana exige respeito pelos seus direitos

Élvio Sousa afirma que esses atrasos não são uma situação isolada e defende que uma administração de empresa que deixa centenas de produtores com prejuízos deve ser rapidamente demitida. Os produtores de banana têm o direito de exigir respeito pelos seus direitos e pelo fruto do seu trabalho.