TAP: Os resultados apresentam boas perspectivas para a privatização, de acordo com Galamba.

Ministro das Infraestruturas elogia resultados da TAP e destaca boas perspetivas para a privatização

O ministro das Infraestruturas, João Galamba, afirmou que os resultados da TAP no terceiro trimestre foram “francamente animadores”, com lucros recorde de 203,5 milhões de euros até setembro. Ele considera que os resultados mostram que a empresa está sólida, em crescimento e sustentável, o que é uma boa notícia para a privatização da companhia aérea. Galamba destacou que o investimento dos portugueses na TAP está trazendo retorno.

TAP registra lucros recorde e continua processo de privatização

A TAP reportou lucros recorde de 203,5 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano e de 180,5 milhões no terceiro trimestre. Estes resultados, segundo a companhia aérea, fortalecem a necessidade de privatizar a empresa.

Prazos para novo aeroporto de Lisboa se mantêm

O ministro garantiu que os prazos para a conclusão dos trabalhos da comissão técnica independente (CTI) que estuda a localização do novo aeroporto de Lisboa estão dentro do esperado. A CTI deverá entregar o relatório final no final do ano ou no início de janeiro. Após isso, o governo tomará uma decisão rapidamente em relação à privatização da TAP.

MAIS:  A Guiné-Bissau. O Presidente apela à autoestima e promete uma "novidade" no 50º aniversário da independência

Novo aeroporto ainda é necessário, mesmo com medidas para otimizar o atual

Segundo João Galamba, mesmo com as medidas para melhorar a operação do Aeroporto Humberto Delgado, ainda é necessário construir um novo aeroporto em Lisboa. Ele destacou a importância de aproveitar e otimizar outras infraestruturas aeroportuárias do país enquanto não se tem a nova infraestrutura.

Criação de grupo de trabalho para transferência da aviação executiva para Cascais

Foi publicado um despacho para a criação de um grupo de trabalho responsável por definir a calendarização de obras e certificações necessárias para a transferência da aviação executiva do Aeroporto de Lisboa para o Aeródromo Municipal de Cascais. Essa medida faz parte das ações para melhorar a operação do aeroporto principal.

Aeródromos portugueses poderão receber testes com aviões elétricos

O ministro informou que as companhias aéreas que desenvolvem aviões elétricos têm demonstrado interesse em usar os aeródromos de Vila Real, Bragança, Viseu, Cascais e Portimão para testes de rotas de serviço público de curta duração. Está sendo preparado um despacho para a certificação dos aeródromos do interior para receber aeronaves elétricas.

MAIS:  A LG Electronics reporta receita anual consolidada de 84 mil milhões de wons coreanos em 2023

Deslocalização da área militar de Figo Maduro

João Galamba mencionou a deslocalização da área militar de Figo Maduro, que visa melhorar a operação do Aeroporto Humberto Delgado. As alterações ao contrato de concessão com a ANA/Vinci serão feitas por uma comissão de negociação e o destino da operação militar será decidido pelo Ministério da Defesa Nacional.