Hospitais e centros de saúde têm o acesso ao site da Federação Nacional dos Médicos bloqueado.

Hospitais e centros de saúde com acesso bloqueado ao site da fnam

Os hospitais e centros de saúde em Portugal estão com acesso bloqueado ao site da Federação Nacional dos Médicos (FNAM) e aos sindicatos afiliados a ela desde o dia 19 de outubro, de acordo com um comunicado divulgado pelo órgão nesta segunda-feira, 23 de agosto.

Esse bloqueio tem causado dificuldades, já que o acesso ao site é considerado “essencial” para os médicos e associados da FNAM obterem informações e documentos que devem ser mantidos como públicos pelas instituições.

O bloqueio ocorreu no dia de uma reunião de negociação, onde muitos médicos não conseguiram acessar o site para saber o resultado da reunião, nem para fazer o download da declaração de disponibilidade para realizar trabalho suplementar além do limite legal de 150 horas, conforme mencionado no comunicado.

A FNAM está apelando para que o site seja desbloqueado imediatamente. A Comissão Executiva da FNAM já tomou providências junto à Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), à Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS), a todas as Administrações Regionais de Saúde (ARS) e ao Ministério da Saúde (MS) para garantir que a legalidade seja restabelecida imediatamente. Caso contrário, a atuação da FNAM na defesa dos direitos dos médicos estará sendo limitada.

MAIS:  Cooperação mais pragmática com a China é defendida pelo Parlamento Europeu