Efacec: Grupo José de Mello aguarda solução para privatização

Presidente executivo do Grupo José de Mello vê com bons olhos solução para a Efacec

O presidente executivo do Grupo José de Mello, Salvador de Mello, afirmou que o grupo vê com bons olhos qualquer fator que contribua para uma solução para a Efacec, empresa cuja privatização ultrapassou o prazo inicial do governo. Ele destacou que as notícias recentes indicam uma importante probabilidade de que a continuidade da Efacec esteja garantida. Salvador de Mello fez essas declarações durante um encontro com jornalistas em Lisboa, por ocasião da apresentação da “holding” vitivinícola Winestone.

Grupo José de Mello continuará em silêncio durante o processo de conclusão

Questionado sobre o silêncio da empresa, Salvador de Mello afirmou que o grupo vai continuar em silêncio até que o processo de conclusão seja finalizado.

Grupo José de Mello possui 28,27% de participação na Efacec

Através da MGI, a José de Mello possui uma posição de 28,27% na Efacec.

Governo aprovou venda de 71,73% do capital da Efacec ao fundo alemão Mutares

Em junho, o governo aprovou a venda de 71,73% do capital da Efacec ao fundo alemão Mutares.

MAIS:  Presidente do Governo Regional da Madeira suspeito de corrupção e outros crimes

Estado investiu 132 milhões de euros na Efacec

O Estado investiu 132 milhões de euros na Efacec, além de mais 85 milhões de euros em garantias. O ministro da Economia e do Mar expressou a expectativa de que esse valor possa ser recuperado.

Conclusão da transação da Efacec prevista para o terceiro trimestre

A Mutares anunciou que já assinou o acordo para a compra da Efacec ao Estado. A conclusão da transação está prevista para o terceiro trimestre.

Novo processo de reprivatização da Efacec foi aprovado pelo governo

O governo aprovou um novo processo de reprivatização da participação de 71,73% do Estado na Efacec em novembro do ano passado. Isso ocorreu após a venda da empresa ao grupo DST não ter sido concluída por falta de condições necessárias.

Mutares foi escolhido como comprador da Efacec

No âmbito do processo de reprivatização da Efacec, a Parpública recebeu propostas de quatro candidatos. O grupo alemão Mutares foi escolhido como comprador.