Mota-Engil registra aumento de mais de 4% e Lisboa mantém-se em alta.

A bolsa de Lisboa avança 0,55% para os 5.895,66 pontos

A meio da sessão desta sexta-feira, 6 de outubro, a bolsa de Lisboa está a avançar 0,55% para os 5.895,66 pontos. Este movimento está em linha com as mais importantes praças europeias.

JB Capital considera positivo compra de ações pelo presidente da Mota-Engil

A empresa de investimentos JB Capital considera positiva a compra de ações pelo presidente da Mota-Engil. Carlos Mota dos Santos adquiriu 21 mil ações da empresa, o que causou um salto de 3,93% no valor das ações.

Destaque para a Mota-Engil, BCP e Galp entre as cotadas que mais ganham

Entre as cotadas que mais ganham na bolsa de Lisboa, destaca-se a Mota-Engil, que teve um aumento de 3,93% no valor das suas ações. O BCP adiantou-se 2,84% e a Galp está a somar 1,20%.

Queda da Ibersol, Semapa e Greenvolt entre as cotadas que mais perdem

Por outro lado, a Ibersol sofreu uma queda de 1,76% no valor das suas ações, enquanto a Semapa resvalou 1,49%. A Greenvolt também registou uma queda de 1,46% no valor das ações.

MAIS:  Banco Central Europeu alerta sobre previsões de cortes nas taxas de juro para 2024

Principais índices europeus em alta

Entre os principais índices europeus, a Itália está a encaixar 1,17%, registando a variação mais positiva. O índice agregado Euro Stoxx 50 avança 0,96%, a praça alemã sobe 0,92% e França ganha 0,80%. Por fim, Espanha adianta-se 0,66%.

Análise do Millenium Investment Banking

De acordo com a análise do departamento de mercados acionistas do Millenium Investment Banking, as principais praças europeias seguem em alta. O índice alemão está em destaque devido ao crescimento das encomendas às fábricas em agosto. Além disso, os preços do petróleo também estão a ajudar aos ganhos.

Setores mais animados

Na manhã de hoje, a grande generalidade dos setores segue em alta, sendo os setores cíclicos os mais animados. A estabilização das yields e uma nota do Citi que mencionou a preferência por esses setores contribuíram para esse cenário. O setor de Utilities, Alimentação e Consumo Pessoal seguem entre as perdas devido ao seu caráter mais defensivo.

PSI menos animado

O PSI, índice da bolsa de Lisboa, segue menos animado do que os congéneres. Isso se deve ao recuo das ações da Ibersol e Jerónimo Martins, que sofrem os maus ventos dos respetivos setores. No entanto, a Mota-Engil dispara mais de 4% devido a uma nota de aquisição de ações por parte do presidente do conselho de direção. O BCP também sobe 2% após a revisão em alta da sua unidade polaca.

MAIS:  Preço da habitação em Portugal sobe 0,3% em outubro, destaca Idealista

Dados de criação de emprego nos EUA

Os investidores estarão atentos aos dados de criação de emprego nos EUA, que serão divulgados às 13h30 (hora de Lisboa). Esses dados poderão influenciar as yields de dívida soberana e ditar o sentimento nos mercados.